#59 Minimalismo e a “mágica” de ter mais com menos

Estava eu navegando pela internet quando encontrei esta matéria no Uol Economia, falando sobre o segredo de pessoas que optam por trabalhar menos horas por semana, ganhar um menor salário e, mesmo assim, conseguem ter mais. A mágica que eles fazem? Adotar o minimalismo como estilo de vida.

E embora eu ainda não consiga resumir todos os meus pertences a apenas uma mochila, me identifiquei muito com o relato dos entrevistados. Isso porque, assim como eu, o que eles fazem é tentar viver de uma forma mais simples e consciente, dando prioridade ao que é realmente importante nas suas vidas – e não ao que a nossa cultura tenta forçá-los a priorizar.

Afinal, é exatamente disso que trata o minimalismo. Ao contrário do que a falta de conhecimento sobre o assunto pode fazer pensar, aderir a um estilo de vida minimalista não quer dizer que a pessoa nunca mais poderá comprar, ou que ela jamais poderá ter mais do que X peças de roupa no armário. Embora comportamentos como esses possam sim fazer parte do minimalismo – pelo menos em certa medida -, eles não traduzem a sua essência.

photo by rawpixel on Unsplash

Porque o minimalismo, em essência, trata muito mais da adoção de uma mentalidade do que da obediência a um conjunto de regras. Ser – ou tentar ser – minimalista é adotar uma nova forma de pensar. É viver de acordo com o que se acredita ser mais importante, eliminando aquilo que nos afasta da vida que desejamos ter. E isso vai muito além das coisas que podemos possuir ou comprar.

Se nesta jornada em busca das nossas verdadeiras prioridades acabamos descobrindo que precisamos mesmo de um grande destralhe ou de uma mudança de postura em relação ao consumo, ótimo! Mas esta não é uma obrigação, tampouco um pré-requisito. Ninguém precisa se desfazer de tudo o que tem para aderir ao minimalismo.

O que acontece é que ultimamente as pessoas tem despertado para o fato de que ter mais coisas não as faz mais felizes. Cada vez mais, cresce a consciência de que não existe uma relação entre o ter mais e o ser mais. E isso naturalmente leva à ideia de possuir menos. Afinal, se o que buscamos é mesmo a felicidade – e se ela não está relacionada ao que podemos comprar -, onde está o sentido de gastar nosso tempo e dinheiro em algo que não nos aproxima disso?

E é justamente aí que quem opta por aderir a um estilo de vida minimalista parece mesmo estar fazendo mágica. Acostumados que fomos – e ainda somos – a agir de acordo com o que a nossa sociedade estipula como modelo de sucesso, é realmente surpreendente ver pessoas fazendo totalmente o oposto disso conseguindo tudo aquilo que desejamos ter. Mas não existe nenhum segredo nisso.

Afinal, para quem entende do que o minimalismo trata de verdade, não é segredo nenhum que, a partir do momento em que eliminamos aquilo que nos afasta da vida que desejamos ter, abrimos espaço para o que é realmente importante para nós. Pode ser que, assim como eu, você perceba que comprar menos roupas permite que você tenha mais dinheiro para viajar; ou que, assim como as outras pessoas entrevistadas na reportagem, você entenda que trabalhar menos permite que você tenha mais tempo com a sua família. Assim como o minimalismo não dita nenhuma regra sobre quantas coisas cada um deve possuir, também não existe uma cartilha a ser seguida, muito menos um padrão do que é certo e do que é errado neste estilo de vida.

Ser minimalista, no fim das contas, é uma decisão muito pessoal. Afinal, trata-se de passar a viver de acordo com a sua verdade e com as suas prioridades. É aprender o que é mais importante para você – e ter coragem de abrir mão de tudo para ir em busca disso.

Esse é, pelo menos pra mim, o verdadeiro significado do minimalismo. E pra vocês, o que significa ser minimalista? 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s