#48 Por que eu acho que você deveria dar uma chance ao mindfulness

Cada vez mais tenho me convencido de que investir em mim é uma das melhores formas de empregar o meu dinheiro. E eu decidi começar este post falando isso pois eu sei o quanto algumas pessoas ainda são resistentes à ideia de gastar em cursos ou experiências para elas mesmas, quando aquela quantia poderia comprar um sapato ou um móvel novo para casa.

E que fique claro que eu não falo isso pra que vocês sintam culpados por pensar assim. Eu falo porque sei que esta é uma lógica de pensamento recorrente – afinal, eu mesma pensava dessa forma -, e porque também sei o quanto pode ser bom abandoná-la de vez em quando para dar-se a oportunidade de viver coisas diferentes.

E se vocês estão aí se perguntando o que esse papo sobre dinheiro tem a ver com o título do post, eu explico: em março deste ano, finalmente abri mão dos meus pré-conceitos, criei coragem e me inscrevi em um curso de mindfulness. E agora que se foram todas as aulas e o ciclo terminou, eu me sinto obrigada a recomendar que vocês façam o mesmo.

photo by Austin Neill on Unsplash

Para os não iniciados no assunto, mindfulness, ou atenção plena, é uma meditação sem vínculos religiosos que busca desenvolver a nossa capacidade de viver o momento presente, sem nos deixarmos levar por histórias, medos ou preocupações que possam estar povoando nossa mente. Através da prática, nos tornamos mais conscientes da nossa verdadeira realidade, o que permite que aproveitemos o aqui e agora com muito mais qualidade – e, por consequência, tenhamos uma vida melhor.

Através da prática de mindfulness, nos tornamos mais conscientes da nossa verdadeira realidade, o que permite que aproveitemos o aqui e agora com muito mais qualidade – e, por consequência, tenhamos uma vida melhor

Quem nunca teve a impressão de que a sua mente estava em um lugar completamente diferente do seu corpo? Ou reagiu impulsivamente a alguma situação de conflito, sem nem pensar no que estava fazendo?  Basicamente, o que o mindfulness faz – e fez por mim durante o curso, e segue fazendo durante as práticas – é buscar  trazer o nosso foco, tanto físico quanto mental, para o agora.  É criar momentos de pausa para observarmos a nós mesmos, o que estamos sentindo e o que estamos pensando. Um exercício incrível de auto-observação e, mais do que isso, de autoconhecimento.

O que não quer dizer, é claro, que seja fácil. É maravilhoso, mas é igualmente difícil. Afinal, vivemos em um ritmo tão frenético que o ato de parar por alguns momentos, mesmo que seja só por uns minutinhos, parece um esforço imenso. E se formos analisar com cuidado, tendo em vista o modo como somos ensinados a agir desde sempre, realmente é. Mas os resultados fazem valer a pena.

photo by Edu Grande on Unsplash

Foram seis semanas de encontros semanais, nos quais conversávamos e praticávamos em conjunto, combinadas com meditações diárias em casa – essas, guiadas por um áudio enviado pela professora. E por mais que eu tenha falhado em alguns dias e não tenha conseguido manter o ritmo que eu gostaria, eu sinto que aprendi tanto, e sobre tantas coisas. Principalmente sobre mim mesma.

Eu aprendi, por exemplo, que eram raros os momentos do meu dia em que eu estava verdadeiramente presente e consciente do que acontecia à minha volta. Na maior parte do tempo, embora eu achasse que estava ,  eu estava presa no fantástico mundo de preocupações que só existiam na minha mente – e que, geralmente, nunca chegavam a acontecer.

Na maior parte do tempo, embora eu achasse que estava lá,  eu estava presa no fantástico mundo de preocupações que só existiam na minha mente – e que, geralmente, nunca chegavam a acontecer

Outra coisa que eu aprendi, e que tem tudo a ver com a anterior, foi o fato de que todo aquele teatrinho mental repleto de medos e preocupações não representa o que eu sou de verdade. Eu não sou a minha mente – e através da prática, eu consigo ver isso com muita clareza. Prestar atenção a todas as minhas sensações e pensamentos como um observador externo – como se eu não fosse eu – foi , e segue sendo, um exercício extremamente revelador.

E eu poderia continuar aqui por horas escrevendo sobre todos os aprendizados e insights que eu tive ao longo do curso. Porque como os jovens dizem hoje em dia, foi tiro atrás de tiro. Não houve nenhuma semana em que eu saísse dos nossos encontros sem me sentir…abismada? Encantada? Não sei nem encontrar uma palavra adequada pra descrever. Era como se, de repente, tudo fizesse sentido.

E o que é mais louco: tudo isso sendo alcançado através da observação da minha mente. Sem precisar de nada super elaborado ou mirabolante, apenas sentando e ficando quietinha. Porque o que o mindfulness – e o curso – me proporcionaram, na verdade, foram as ferramentas de que eu precisava para seguir percorrendo a trilha em busca de respostas que já estavam dentro de mim.

E isso vale mais do que qualquer coisa que eu poderia ter comprado.

Para quem ficou curioso e decidiu dar uma chance ao mindfulness, o curso que eu fiz é o “Programa de Redução de Stress e Ansiedade” da Sati Consciência Plena, com a Ane Saraiva, aqui de Porto Alegre. Além desse ciclo, que tem aberto turmas todos os meses, a Sati também promove eventos de mindfulness no parque e outros cursos – um deles, inclusive, online! Vale a pena conferir a página deles no Facebook pra ficar por dentro do que tá rolando 😉

5 pensamentos

  1. Caroline,

    Conheci seu blog através do Uma Jornada Interior e me identifiquei muito com seu propósito.
    Interessante esse curso de mindfulness, parece que há muitas técnica importantes. Eu costumo praticar, mas nunca pensei em curso, vou ver a página no facebook que indicou.

    “Cada vez mais tenho me convencido de que investir em mim é uma das melhores formas de empregar o meu dinheiro.”
    Precisamos mesmo investir em nosso autoconhecimento. Dessa forma, seremos melhores pessoas para nós mesmos e para aqueles que conosco convivem.

    Se quiser conhecer meu blog: https://simplicidadeeharmonia.blogspot.com.br

    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s