#11 Pequenos passos

Gosto de pensar nos anos que se iniciam como um caderno novinho em folha: são 365 páginas em branco, prontas para ser preenchidas pelas histórias que estamos dispostos a escrever; oportunidades para criar algo novo, reformular o que já criamos ou tão somente passar a limpo o que já existia. É o início de um novo ciclo.

E embora eu acredite que não precisamos esperar por um marco como este para pensar nos que queremos para o futuro, não há como negar que esta é a época perfeita para refletir sobre quais serão os nossos próximos passos. O que desejamos daqui para a frente? Onde almejamos chegar?

Pessoalmente, confesso que esta foi a primeira vez em muito tempo – talvez, em toda a minha vida – que foi muito difícil estabelecer metas para o novo ano. Estou tão satisfeita com todas as mudanças que vivi em 2017, que o meu único desejo é seguir neste caminho de vida mais simples e intencional. Espero evoluir e me tornar uma versão melhor de mim mesma nos próximos meses, é claro – mas estou aberta ao que eles me ensinarão com o passar dos dias.

#11
Seja qual for a sua meta, comece com o que você tem agora (Photo by Jacob Postuma on Unsplash)

Entre as tantas lições que aprendi e agora levo comigo, está o fato de que toda mudança de vida, da mais simples à mais complicada, começa sempre com um primeiro – e pequeno – passo. Abandonar velhos hábitos e cultivar novos leva tempo. Nada acontece do dia para a noite. Ninguém corre uma maratona, perde 10 quilos ou se torna minimalista em um mês. Verdadeiras transformações acontecem aos poucos – e dependem das nossas ações para acontecer.

É preciso persistência e, mais do que isso, é preciso paciência. Persistência para dedicar-se mesmo quando os resultados ainda estão por surgir; e paciência para compreender que é assim mesmo, não tem jeito: as coisas acontecem de maneira muito mais lenta do que esse mundo frenético nos faz acreditar que elas deveriam ser.

Você pode começar a correr a sua maratona quando opta por usar as escadas em vez do elevador; aqueles quilinhos extras podem começar a ir embora quando você troca a sua sobremesa por uma fruta fresquinha; a sua caminhada minimalista pode começar sem ter de abrir mão do que você já tem, simplesmente deixando de adquirir mais; são atitudes pequenas, que muitas vezes parecem até ser insignificantes – mas que, se praticadas com regularidade e consistência, são essenciais para o cumprimento de qualquer objetivo.

Sejam quais forem as suas metas para 2018, o meu desejo é que você tenha consciência de que pode começar a buscá-las hoje, da maneira que for possível, mesmo que ainda pareça estar fazendo muito pouco. De pequeno passo em pequeno passo, podemos percorrer um lindo caminho em 365 dias.

3 pensamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s