#78 Como ser o seu melhor amigo

Ter amigos é uma das melhores coisas da vida.

Poder dividir nossos melhores – e piores! – momentos, dúvidas e experiências com alguém que nos ama e quer sempre o nosso bem é uma das experiências mais ricas que nós podemos viver.

E por mais que existam diferentes tipos de amizade, a verdade é que todo mundo concorda quanto ao que define um verdadeiro amigo: afeto, respeito, confiança, parceria…e a lista segue, repleta de bons sentimentos.

O curioso é que, ao mesmo tempo em que temos a maior facilidade em apontar as características de um bom amigo – e a colocá-las em prática nas nossas amizades -, frequentemente nos esquecemos de dispensar essa mesma consideração a nós mesmos.

E aí fica a pergunta: você tem sido um bom amigo para si mesmo? 

Amigos vem e vão, mas você sempre vai estar lá (photo by Unsplash)

Chegando no Parece Óbvio agora? Para mais conteúdo sobre minimalismo, desenvolvimento pessoal e tudo o que possa ajudar você a ter uma vida melhor, não deixe de nos acompanhar também no Instagram e no Facebook! 😉

Sejamos sinceros: se tratássemos nossas amizades com a mesma impaciência que tratamos a nós mesmos, é bem provável que já não tivéssemos mais nenhum amigo com quem contar.

E é claro que nós não fazemos isso. Sabemos que aquele amigo frustrado com o trabalho – ou com o relacionamento, ou com qualquer outra coisa – precisa do nosso apoio, do nosso carinho, da nossa atenção. E é isso o que nós oferecemos a ele.

Porque a verdade é que nós sabemos como ser excelentes amigos de todos – menos de nós mesmos.

Se você quer começar a mudar isso agora mesmo – e se tornar cada vez mais seu amigo -, o post de hoje é pra você.

Abrace os seus erros e lembre-se de todas as suas qualidades (photo by Unsplash)

Perdoe-se como um amigo

Todo mundo erra. Em algum momento da vida, todo mundo faz alguma besteira.

Nós sabemos disso e fazemos questão de lembrar nossos amigos que estão arrasados por conta de um erro que isso não os define.

Partindo do princípio de que errar é inevitável, o melhor que temos a fazer – e é isso o que dizemos aos amigos – é aprender com os nossos erros e ter em mente que, apesar deles, também já fizemos muitos acertos. Em outras palavras, perdoar-se.

Parece óbvio – e realmente é. Por que então temos tanta dificuldade em falar o mesmo para nós mesmos?

Cada um tem a sua estrada – e ela é unica! (photo by Unsplash)

Não se compare com os outros

Assim como cada amigo é único, você também é.

Comparar-se com os outros é uma das maiores armadilhas em que se pode cair. Uma, porque é impossível estabelecer comparações entre situações diferentes; e outra, porque não conhecemos a vida do outro tão bem quanto conhecemos a nossa – e assim sempre pensaremos que estamos perdendo.

Por mais parecidas que sejam as  histórias, cada um tem o seu caminho – e é apenas o nosso que importa.

Assim como somos gentis ao lembrar nossos amigos disso, que tal ter a mesma gentileza com nós mesmos?

Crie momentos para curtir a sua própria companhia (photo by Unsplash)

Cultive essa amizade

Uma mensagem, uma conversa, um encontro…da mesma forma que fazemos questão de estar presentes na vida dos nossos amigos, devemos fazer isso por nós mesmos também.

Dedicar um momento para curtir a própria companhia, fazer algo de que gostamos, ou simplesmente descansar.

Ter cuidado com a nossa saúde física e, principalmente, com a nossa saúde mental.

Dedicar a mesma atenção que temos com nossos amigos a nós mesmos.

Você já sabe como fazer, só falta lembrar (photo by Unsplash)

Em resumo…

Para fortalecer cada vez mais essa amizade, pergunte-se sempre: “se não fosse eu nessa situação, e sim um amigo, como eu o trataria?”

Com certeza você sabe a resposta – só falta lembrar de colocá-la em prática!


Uma das coisas que me motivou a escrever este post foi este vídeo do canal da The School of Life, uma grande fonte inspiração para o Parece Óbvio. Se você gosta dos assuntos que nós abordamos aqui, você vai gosta dos conteúdos deles também. 😉

Assistam, tem legendas em português!



Curtiram o post de hoje?
Para mais conteúdo sobre minimalismo e desenvolvimento pessoal, não deixem de seguir o Parece Óbvio também no Instagram e no Facebook.

E agora eu quero saber: quem aí já tem sido o seu melhor amigo? Quem acha que ainda pode melhorar? Vamos conversar nos comentários!



compartilhe




posts relacionados



comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *