#74 CoSchedule, o calendário amigo do produtor de conteúdo

Como eu dei o spoiler em uma das fotos do último post, precisamos conversar sobre o CoSchedule.

Antes de começar a conversa, porém, uma breve explicação: como eu já contei, aproveitei estas duas semanas com o site fora do ar para colocar em prática alguns planos que eu acabava sempre deixando pra depois.

Uma dessas coisas que eu queria muito fazer – e que era sempre atropelada por tarefas mais urgentes – era criar um espaço onde eu pudesse reunir todas as minhas ideias e informações relacionadas ao Parece Óbvio.

Eu queria condensar em um só lugar tudo aquilo que eu vinha escrevendo em caderninhos, pedaços soltos de papel e arquivos do bloco de notas – ferramentas que eram uma mão na roda, mas que já estavam levando o meu eu perfeccionista à loucura.

Eu não aguentava mais ter de lidar com tudo isso espalhado!

O problema é que nenhuma das opções que eu conhecia oferecia aquilo que eu estava buscando.

Eu queria um espaço onde eu pudesse escrever ideias de posts para o futuro, planejar os conteúdos que seriam publicados a cada semana e também listar tarefas mais operacionais do site.

Eu queria porque queria uma ferramenta única que desse conta do recado e já estava quase desistindo de procurar, até o dia em que encontrei este post da Loma e conheci o CoSchedule.

Tcharaaam!

Como a própria Loma descreve – e eu estou podendo comprovar na prática! -, o CoSchedule é o calendário amigo do blogueiro, uma vez que ele reúne em um só lugar tudo o que você precisa para organizar o seu processo de produção e divulgação de conteúdo na internet.

Sem exageros: ele é exatamente tudo o que eu estava procurando e ainda mais.

E eu já explico o porquê.

O calendário virou meu melhor amigo!

Basicamente, o CoSchedule é um grande calendário onde você pode acrescentar todas as tarefas relacionadas ao seu blog ou negócio virtual.

No caso do Parece Óbvio, por exemplo, eu consigo usar a ferramenta para escrever ideias, planejar quais posts vou publicar a cada semana e também já deixar agendada a divulgação desses conteúdos nas redes sociais.

E o que é melhor: tudo de um jeito super simples e intuitivo, apenas escrevendo, clicando e arrastando.

Não é um sonho?

Estas são as opções que você tem ao clicar no ícone ‘+’

E a utilidade do CoSchedule vai muito além disso: clicando no ícone de ‘+’, você pode ter uma ideia da variedade de conteúdos que podem ser incluídos na plataforma: além dos blog posts que eu já falei, também dá para programar eventos, campanhas de divulgação em redes sociais, listas de notas e tarefas, e por aí vai…!

Tomando o como exemplo mais uma vez, caso eu estivesse querendo incluir na ferramenta um post como o de hoje, bastaria escolher a opção blogpost e então definir se eu gostaria de abrir um editor de texto, subir um arquivo já salvo no meu computador ou então linkar algum documento do Google Docs.

Além disso, você também pode criar listas de tarefas padrão para os seus conteúdos – os chamados templates -, e ir ticando conforme vai vencendo as etapas da produção.

Tá vendo aquela barra cinza ali do lado? Aquilo é o template 😉

E como se tudo isso não fosse o suficiente, depois de escrever o seu post, você ainda pode planejar a divulgação dele nas redes sociais!

Através da sincronização do CoSchedule com o seu perfil em redes como o Facebook e o Instagram, você já consegue deixar agendadas todas as publicações relacionadas àquele conteúdo.

Já pensou na economia de tempo – e de energia – que isso significa?

Adeus, despertador para lembrar de postar no Facebook!

E ainda tem mais: para quem usa o WordPress, além da opção de usar o CoSchedule direto no navegador, também é possível instalar o plugin da ferramenta para acessá-la diretamente no painel de controle.

Isso só para mencionar algumas entre as muitas funcionalidades da plataforma.

E aí eu pergunto pra você: tem como não amar?

Para quem usa o WordPress, é possível acessar o CoSchedule lá mesmo

E a resposta é: sim, claro que tem.

Porque além de ser tudo o que eu procurava e mais um pouco, o CoSchedule é uma ferramenta paga.

Mensalmente. Em dólares.

O que eu acho justíssimo quando se leva em conta tudo o que ela entrega, mas que me dói quando eu penso na fatura do cartão de crédito.

A tela da tristeza! kkk

Atualmente, o plano mais acessível do CoSchedule é de US$ 40 mensais, valor este que pode ser reduzido à metade – ou seja, US$ 20 – caso você publique uma review no seu site falando sobre ele (que é exatamente o que eu estou fazendo agora! rs).

Para fazer o test drive da ferramenta e decidir se ela vale mesmo esse investimento, eles oferecem um período de 14 dias de teste sem compromisso – você não precisa inserir dados de cartão de crédito nem nada, basta se cadastrar!

Como vocês devem estar imaginando, eu resolvi fazer esse teste e já estou aqui contando as moedinhas para me tornar assinante porque, pelo menos pra mim, vale a pena.

Se você produz conteúdos para a internet de forma profissional – ou se está considerando profissionalizar algum projeto pessoal -, vale considerar com carinho essa opção.

Cadastrando-se para o período de testes do CoSchedule neste link, caso você resolva assinar depois, eu ainda ganho um desconto de 10% na minha assinatura – você não gasta  nada a mais e ainda ganha a minha gratidão eterna! <3

Se você ficou interessado e quer saber mais sobre o CoSchedule antes de testar a ferramenta, este vídeo produzido pela Loma foi decisivo quando eu ainda estava na dúvida:

Caso você tenha curtido a dica ou conheça alguma outra ferramenta parecida, não deixe de me contar nos comentários! 😉



compartilhe




posts relacionados



comentários