#25 Estamos n’O Poder da Gravata!

Se há seis meses alguém me dissesse que hoje eu estaria aqui escrevendo este texto, eu não acreditaria. É louco pensar, mas há meio ano este blog nem existia! Essa vida é mesmo uma coisa muito louca. E é incrível perceber o quanto essa loucura pode nos levar a lugares que nunca imaginamos.

Há esses mesmos seis meses, quando o Parece Óbvio ainda era só uma ideia, eu vivia um período de busca por conteúdos que me ajudassem a criar a coragem necessária para dar o primeiro passo e – finalmente!  – começar a escrever. Foi nessa época que eu conheci O Poder da Gravata e, pouco a pouco, consegui reunir o ânimo para dar o pontapé inicial neste projetinho que tem me feito tão feliz e realizada.

Com vídeos curtos e descontraídos sobre temas como desenvolvimento pessoal, minimalismo e consumo consciente, foi impossível não rolar uma identificação imediata com o canal da Larissa. Logo eu estava maratonando tudo o que ela já havia publicado, pois todas as reflexões apresentadas falavam muito comigo e com o momento que eu estava vivendo. Foi lá, inclusive, que eu ouvi pela primeira vez a ideia de que se você quer ser bom em alguma coisa, você tem que estar disposto a ser ruim nela primeiro – e isso, como vocês já sabem, mudou a minha vida.

alexis-brown-82988-unsplash

Photo by Alexis Brown on Unsplash

Pois bem, tudo isso pra vocês entenderem o quanto este post é importante. Pra mim, ele é a prova mais clara de que, quando jogamos nossas boas intenções para o universo, ele nos devolve o bem na mesma medida. Isso porque, além de um canal no YouTube, O Poder da Gravata – PDG, para os íntimos – também é um site. E a partir de hoje eu tenho o orgulho de dizer que também faço parte desta família, como colaboradora ao lado de outras meninas maravilhosas que também tentam inspirar os demais através da inscrita.

Se há seis meses alguém me dissesse que hoje eu estaria lá, publicando ao lado de uma das pessoas que mais me inspirou a começar, eu realmente não acreditaria. Como é bom – e louco! – ser surpreendida dessa forma!

No meu primeiro texto como colaboradora do PDG, falei sobre essa loucura que é fazermos sempre as mesmas coisas e esperarmos resultados diferentes. Vão lá conferir!



compartilhe




posts relacionados



comentários


0 Comments

  1. Pingback: #39 PÓ Indica: O Poder da Gravata – Parece Óbvio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *